Alunos da Escola Estadual Manoel Antônio de Sousa desenvolvem projeto de Iniciação científica sobre a planta Nim (Azadirachta indica) e comprovam seu potencial no combate a pragas agrícolas


Os alunos Caroline Alcântara, Dayana Stefane e Sávio Henrique da Escola Estadual Manoel Antônio de Souza, em Azurita, estão sendo motivo de orgulho para a cidade. Juntamente com as professoras Fernanda Aires Guedes e Gleicilene Aguiar, eles desenvolveram um projeto sobre uma planta da região muito usada popularmente no combate à pragas agrícolas.  

A vontade de fazer a pesquisa iniciou pela curiosidade dos estudantes e da professora de química Gleicilene Aguiar que perceberam o potencial da planta NIM (Azadirachta indica) como praguicida natural na agricultura. Os jovens pesquisadores tinham conhecimento que a cidade de Mateus Leme e seu entorno era considerada uma região com acentuada atividade agrícola e decorrente disso era também crescente o uso de compostos químicos sintéticos para controle de pragas agrícolas, sendo estes altamente tóxicos e prejudiciais à saúde dos trabalhadores rurais e ao meio ambiente. Assim, surgiu a vontade de comprovar o potencial das folhas de A. indica como praguicida natural e com isso aplicar os compostos químicos da planta em inseticidas naturais, contribuindo com a saúde dos trabalhadores rurais de Mateus Leme e ambientalmente na diminuição de resíduos químicos.

A pesquisa teve início em julho de 2012 e foi desenvolvido no laboratório da própria escola. Os alunos iniciaram a pesquisa através de um minucioso trabalho de campo, onde visitaram e fizeram entrevistas com agricultores da cidade. Nesta primeira etapa da pesquisa os objetivos foram de investigar na agricultura de Mateus Leme as pragas existentes nas plantações e subsidiar ações para amenizar os danos causados por estas. Também foram feitos estudos para compreender como é o uso de agrotóxicos nas plantações da região e quais são os cuidados individuais, coletivos e para o meio ambiente que os agricultores tomam para garantir a seguridade do uso de compostos químicos.

Após conhecerem a percepção dos agricultores e quais as pragas comumente encontradas na agricultura local, os estudantes produziram um inseticida natural a base da planta Nim (Azadirachta indica) e verificaram o potencial deste inseticida no combate às duas pragas mais frequentes: o pulgão e o ácaro. O produto foi testado com sucesso e não faz mal à saúde humana, podendo ser usado livremente em lavouras.


 No dia 21 de setembro de 2012 na Feira de Ciências: o Conhecimento a serviço da vida da Escola Estadual Manoel Antônio de Sousa (Azurita, Mateus Leme) o projeto conquistou o 1º lugar geral da Feira de Ciências. 

O sucesso do projeto já levou os alunos para a feira Ciências Jovens em Pernambuco, e eles já têm planos para 2013, a inscrição para a Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (FRBRACE) já foi feita agora resta aguardar o resultado que sai no próximo dia 18 para saber se vão concorrer aos prêmios a FEBRACE.









O que você está procurando no O melhor da Biologia? Digite aqui:

Carregando...

Quem sou eu

Minha foto

Uma professora que gosta muito da profissão e que acredita que a educação é a única ferramenta capaz de mudar o mundo para melhor.

Este blog é um trabalho voluntário e apaixonado que desenvolvo de forma complementar, desde de 2009, ao meu trabalho como docente e pesquisadora.

Fazer este espaço de educação e ciências se tornou um hobby e uma contínua fonte de capacitação profissional.

Todo material existente aqui é para ser usado por todos os professores e alunos que desejarem. Não havendo nenhum custo financeiro.

Fernanda Aires Guedes Ferreira

Adicione-se ao Google+ e Confira e fique atualizado

Seguidores O melhor da Biologia

Siga O melhor da Biologia por E-mail e confira todas as novidades

Biologia no ENEM/Vestibular

Deixe aqui seu comentário.