Bactéria causadora do acne: como combatê-la

O que é acne?


A acne é uma doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. Devido a isso, as lesões começam a surgir na puberdade, época em que estes hormônios (femininos - estrógenos e masculinos - andrógenos) começam a ser produzidos pelo organismo, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. A doença não atinge apenas adolescentes, podendo persistir na idade adulta e, até mesmo, surgir nesta fase, quadro mais frequente em mulheres.
As manifestações da doença (cravos e espinhas) ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos). Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.

A bactéria causadora do acne chama-se Propionibacterium acnes e como toda bactéria pertence ao Reino Monera. Para acabar com a proliferação desta bactéria recomenda-se:
  • Tratar a doença desde o início, para evitar as cicatrizes;
  • Algumas vezes é recomendado medicamentos de uso local que visam a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana;
  • Diminuir a oloeosidade da pele;
  • Algumas vezes é recomendado também medicamentos de uso oral, como antibiótico, pois, esses controlam a multiplicação da bactéria causadora;
  • Para pacientes femininos muitas vezes recomenda-se terapia hormonal com medicação anti-androgênicas.
  • A limpeza da pele é essencial para afastar a bactéria causadora.
O local de aparecimento da acne é a glândula sebácea, que produz a oleosidade da pele. Durante a infância esta glândula permanece inibida, pequena e não produz nenhum sebo, razão pela qual as crianças têm pele lisa, homogênea e sem oleosidade. A acne aparece na puberdade induzida pelo início da produção de hormônios femininos (estrógenos) e masculinos (andrógenos).
Nas moças, a acne é mais freqüente dos 14 aos 17 anos. Nos rapazes, pode chegar um pouco mais tarde, com maior freqüência entre os 16 e 19 anos. Outro consolo: a maioria dos casos de acne se resolve espontaneamente na segunda década da vida. Mas sempre há exceções: algumas pessoas continuam apresentando os sintomas durante a vida adulta, até cerca de 35 anos. Elas representam apenas 1% da população masculina e 5% da feminina.
A acne aparece com maior freqüência no rosto, peito e dorso, onde o número de glândulas sebáceas é maior. Se desenvolve em pessoas com tendência hereditária; isto significa que um jovem, cujo pai e cuja mãe tiverem acne, tem maior chance de apresentá-la.  No entanto, você pode ser o primeiro a ter espinhas em sua família, assim como todos os irmãos ou somente um deles pode apresentar pele acneica.

Durante a adolescência a acne pode apresentar graus variados com maior ou menor inflação. Ela sempre é mais grave quando apresenta cistos, caroços e muitas lesões nas costas.

Observe a figura abaixo que mostra a glândula sebácea humana, é nesta glândula que a bactéria Propionibacterium acnes se prolifera.
Aspecto sub-cutâneo de uma glândula sebácea com acne. Observe a elevação externa de uma "espinha".
Infected sebum = infecção sebácea
sebaceous gland = glândula sebácea
hair follicle = folículo capilar
É importante salientar que não se deve apertar os acnes da pele pois, ao fazermos isso estamos iniciando todo o processo de cicatrização da glândula sebácea. Quando o acne fica branca e cheio de secreção purulenta ela já está nas fases finais de cicatrização, ao apertar essa acne a glândula sebácea fica aberta e novas bactérias continuaram a proliferar nesse espaço. Portanto é necessário deixar o próprio organismo eliminar a acne.

Existem vários níveis para o tratamento de acnes, saiba mais sobre os graus de intensidade através do site: http://www.dermatologia.net/novo/base/doencas/acne.shtml.

O que você está procurando no O melhor da Biologia? Digite aqui:

Carregando...

Quem sou eu

Minha foto

Uma professora que gosta muito da profissão e que acredita que a educação é a única ferramenta capaz de mudar o mundo para melhor.

Este blog é um trabalho voluntário e apaixonado que desenvolvo de forma complementar, desde de 2009, ao meu trabalho como docente e pesquisadora.

Fazer este espaço de educação e ciências se tornou um hobby e uma contínua fonte de capacitação profissional.

Todo material existente aqui é para ser usado por todos os professores e alunos que desejarem. Não havendo nenhum custo financeiro.

Fernanda Aires Guedes Ferreira

Adicione-se ao Google+ e Confira e fique atualizado

Seguidores O melhor da Biologia

Siga O melhor da Biologia por E-mail e confira todas as novidades

Biologia no ENEM/Vestibular

Deixe aqui seu comentário.